Postagem em destaque

Os livros encaixotados em Palmeira dos Índios e o legado de Graciliano

Palmeira dos Índios virou notícia nacional, com a divulgação, pela Controladoria Geral da União (CGU), de que mais de 13 mil livros estão...

terça-feira, 26 de setembro de 2017

CNTE participa de audiência pública sobre impactos da reforma da Previdência na educação

imagem materia isalima unb
Nesta quarta-feira (27), às 10h30, a secretária de Aposentados e Assuntos Previdenciários da CNTE, Selene Barbosa Michielin, vai participar da audiência pública no Senado que vai debater impactos da reforma da Previdência na educação. O debate será promovido pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE). As senadoras Lídice da Mata (PSB-BA) e Fátima Bezerra (PT-RN) são autoras dos requerimentos para a realização da audiência. 
Na avaliação das senadoras, as mudanças na Previdência atingem não apenas os trabalhadores que atuam na iniciativa privada, mas os servidores públicos federais de educação, o que pode alterar a estrutura das universidades e instituições de ensino superior, além dos institutos de educação profissional, científica e tecnológica. Elas consideram que é preciso prever também outros impactos na área da educação. Destacam que, embora a reforma da Previdência não atinja diretamente os estados e municípios, os entes federados terão o prazo de seis meses para fazerem suas reformas, visando à adequação às regras do texto geral que abrange a União.
O portal do Senado vai transmitir a audiência pública em tempo real pelo site: http://www12.senado.leg.br/ecidadania/principalaudiencia

Com informações da Agência Senado.
Fonte: CNTE

SBPC e oito entidades científicas pedem a Temer o descontingenciamento imediato de recursos para C&T

XV Semana de Antropologia da UFRN acontece de 9 a 11 de outubro, evento conta com o apoio do ADURN-Sindicato e PROIFES-Federação

Em carta enviada ao presidente da República nesta segunda-feira, 25, as nove entidades pedem que o governo libere os recursos congelados do MCTIC em 2017 e afirmam que é também indispensável garantir um orçamento adequado para a área em 2018
A SBPC, juntamente a outras oito entidades representativas das comunidades científica, tecnológica e acadêmica brasileiras e dos sistemas estaduais de ciência, tecnologia e inovação enviaram nesta segunda-feira, 25, uma carta ao presidente da República, Michel Temer, pedindo a liberação imediata da verba do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) contingenciada em 2017.
Na carta, as entidades reiteram a gravíssima situação da ciência e tecnologia no País resultante da drástica diminuição das verbas e solicitam ao presidente que, diante da decisão do governo de autorizar a liberação de mais R$ 12,8 bilhões para o orçamento de 2017, em função do aumento da meta de déficit fiscal, libere os recursos contingenciados do MCTIC neste ano.
 “Há necessidade urgente de reversão do cenário de cortes, por meio do descontingenciamento desses recursos para o MCTIC, para possibilitar a recomposição do orçamento anteriormente previsto para 2017. É igualmente indispensável a garantia de um orçamento adequado para a ciência e tecnologia em 2018”, afirmam as nove entidades na carta.
 Além da SBPC, assinam o documento a Academia Brasileira de Ciências (ABC), a Associação Brasileira dos Reitores das Universidades Estaduais e Municipais (Abruem), a Associação Nacional dos Dirigentes de Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), o Conselho Nacional das Fundações de Apoio às Instituições de Ensino Superior e de Pesquisa (Confies), o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), o Conselho Nacional de Secretários Estaduais para Assuntos de Ciência e Tecnologia (Consecti), o Fórum Nacional de Gestores de Inovação e Transferência de Tecnologia (Fortec) e o Fórum Nacional de Secretários Municipais da Área de Ciência e Tecnologia.
A carta foi encaminhada também aos ministros da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, da Fazenda, Henrique Meirelles, e do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo Oliveira.
 Confira, neste link, a carta na íntegra.
Jornal da Ciência
C/ ADURN

CPC/RN ENTREGA DIPLOMA DE HONRA AO MÉRITO A ADURN E AO SEU ATUAL PRESIDENTE!


O presidente do CPC/RN, Eduardo Vasconcelos esteve hoje (26) na sede da ADURN para entregar o Diploma de HONRA AO MÉRITO a conceituada instituição e ao presidente, professor Wellington Duarte, que na ocasião se encontrava em reunião com a Reitora Ângela Paiva tratando de assunto do lançamento do Movimento em Defesa da Universidade Pública e de Qualidade. Na ocasião Eduardo Vasconcelos foi recebido pela assessora de comunicação, Jana Sá, filha do nosso saudoso camarada, Glênio Sá.

Para Eduardo Vasconcelos os 2 diplomas é o reconhecimento que o CPC tem para com a ADURN, entidade respeitada e sempre na defesa da nossa UFRN, como o seu representante, Wellington Duarte um incansável lutador pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, uma correta, íntegro e batalhador pelas causas trabalhistas, culturais e educacionais. Faz justo a duas homenagens, Conclui, Eduardo Vasconcelos

CPC/RN GANHA COMO DOAÇÃO 2 COMPUTADORES DO IFRN

Hoje (26), o presidente do Centro Potiguar de Cultura - CPC/RN, Eduardo Vasconcelos recebeu das mãos do Diretor do Campus do IFRN - Salgado Filho - Natal, professor José ARNÓBIO de Araújo Filho como doação dois (2) computadores "usados", mas em perfeito estado.

Eduardo Vasconcelos ao nobre professor Arnóbio, sentindo-se muito gratificado e confidenciou que os mesmos serão de grandes utilidades, pois será uma ferramenta importante para registro e documentário das atividades em prol da entidade.

Fascistas ameaçam advogado negro em Blumenau

“Negro, comunista, antifa e macumbeiro, estamos de olho em você”, diz um cartaz colado em um poste na frente da casa do advogado Marco Antônio André, que faz parte da Comissão da Verdade sobre a Escravidão Negra no Brasil, da OAB
Por Redação
O levante nazi-fascista visto nos Estados Unidos recentemente não está muito longe do Brasil. Na semana passada, pichações com suásticas e mensagens racistas foram encontradas no banheiro de uma faculdade em Santa Maria (RS). Neste segunda-feira (25), um advogado negro de Blumenau (SC) se deparou com uma ameaça de fascistas em um cartaz colado em um poste em frente sua residência.
“Negro, comunista, antifa e macumbeiro, estamos de olho em você”, diz o cartaz, que tem ainda uma imagem representativa do movimento racista KKK (Ku Klux Klan), dos Estados Unidos.
Confira, abaixo, o relato do advogado.
Marco Antônio André, que é praticante do Candomblé, revelou a ameaça em uma postagem no seu perfil do Facebook. Membro atuante do NEAB (Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros) da Udesc (Universidade do Estado de Santa Catarina), o advogado não se intimidou e afirmou que continuará lutando “por uma sociedade mais justa e igualitária”.
Ele recebeu inúmeras mensagens de apoio e colegas informaram que denunciaram o caso ao Ministério Público Estadual, que ainda não se pronunciou.
Confira, abaixo, o relato do advogado.
Fonte: REVISTA FÓRUM