Postagem em destaque

CPC/RN PROMOVEU A I NOITE DAS HOMENAGENS EM NATAL

 Foto: Mesa de abertura, homenageados e Eduardo Vasconcelos-CPC/RN  Eduardo Vasconcelos - Presidente do Centro Potiguar de Cultura - ...

terça-feira, 20 de junho de 2017

Exposição mostra a intimidade dos corpos apaixonados

Captura_de_Tela_2015-09-21_as_21.14.12

O fotógrafo Vitor Barão convidou casais apaixonados a compartilharem sua intimidade sexual.
Barão faz mestrado em botânica na USP e explica que ingressou como fotógrafo autodidata ainda na infância, traçando sua carreira ora se aproximando da arte, ora da biologia.
Reunidas no Tumblr, as imagens são resultado de um trabalho feito em ambiente íntimo, em um processo de descoberta entre fotógrafo e fotografados.
Projeto registra a intimidade de casais[/img]
As imagens selecionadas são ampliadas em papel artesanal emulsionado por solução caseira de amoras, compondo fotografias efêmeras e tênues, já que elas mudam de cor e desaparecem com o passar do tempo.
Captura_de_tela_2016-04-06_as_16.55.24
Créditos: Vitor Barão

Captura_de_tela_2016-04-06_as_16.54.34
Créditos: Vitor Barão

Captura_de_tela_2016-04-06_as_16.52.38
Créditos: Vitor Barão

Captura_de_tela_2016-04-06_as_16.52.10
Créditos: Vitor Barão

Captura_de_tela_2016-04-06_as_16.51.48
Créditos: Vitor Barão

Captura_de_tela_2016-04-06_as_16.51.31
Créditos: Vitor Barão

Captura_de_tela_2016-04-06_as_16.51.15
Créditos: Vitor Barão

Captura_de_tela_2016-04-06_as_16.50.33
Créditos: Vitor Barão

Vitor está em busca de pessoas que queiram participar do projeto. "Terão preferência os casais de todas as orientações. As sessões serão realizadas em lugares íntimos para os fotografados", explica a página no Tumblr. Saiba como participar aqui.
1/6
Crédito da imagem: Vitor Barão
Projeto registra a intimidade de casais
2/6
3/6
4/6
5/6
6/6
  • Crédito da imagem: Vitor Barão
    Vitor Barão
    1/6
    Projeto registra a intimidade de casais
  • Crédito da imagem: Vitor Barão
    Vitor Barão
    2/6
    Projeto registra a intimidade de casais
  • Crédito da imagem: Vitor Barão
    Vitor Barão
    3/6
    Projeto registra a intimidade de casais
  • Crédito da imagem: Vitor Barão
    Vitor Barão
    4/6
    Projeto registra a intimidade de casais
  • Crédito da imagem: Vitor Barão
    Vitor Barão
    5/6
    Projeto registra a intimidade de casais
  • Crédito da imagem: Vitor Barão
    Vitor Barão
    6/6
    Projeto registra a intimidade de casais

Fonte: catracalivre.com.br

Professor diz a estudante negra de jornalismo que ela não pode ser âncora de telejornal


A estudante de 20 anos registrou um boletim de ocorrência contra o professor depois de ele ter afirmado, na frente de toda a turma, que o cabelo da jovem ao estilo “black power” “chama mais a atenção que a notícia” e que, por isso, não poderia ser apresentadora de um telejornal. Universidade tenta minimizar o caso 
Por Redação*
Uma estudante de jornalismo de uma faculdade particular do Nordeste – nem a estudante e nem a faculdade tiveram os nomes divulgados – acusa um professor de injúria racial após ter se sentido constrangida em uma aula prática de telejornalismo. De acordo com a estudante, que revelou a história em grupos de redes sociais e detalhou o caso ao portal R7, o professor a constrangeu em uma aula no dia 20 de maio ao afirmar, na frente de toda a turma, que ela não serviria para ser âncora de telejornal por conta de seu cabelo estilo “black power” e que sua aparência física chamaria mais atenção que a notícia.
“Quando eu estava passando o texto na bancada, ele disse que, por conta dos padrões, o meu cabelo chamaria mais atenção que a notícia, por ser black e descolorido, e que dessa forma eu me encaixaria melhor como moça do tempo ou repórter”, afirmou a jovem ao portal R7.
De acordo com a estudante, não houve qualquer tipo de objeção entre os alunos, que “aceitaram isso como verdade”.
A jovem, então, fez uma reclamação formal com a  coordenação da faculdade, que agendou reuniões com o ouvidor da instituição. O primeiro encontro foi cancelado pela coordenadora, de acordo com a estudante, sem aviso prévio e, nos outros encontros, o ouvidor teria afirmado que apurariam o caso mas ponderado, e tentado convencê-la de que não houve racismo na declaração do professor – incentivando-a a desistir da denúncia.
A aluna registrou um boletim de ocorrência na delegacia no dia 6 de junho.
A universidade, por sua vez, enviou nota ao portal R7 informando, de maneira genérica, que vai apurar o caso.
Saiba mais detalhes aqui.
*Com informações do portal R7
Foto: Arquivo Pessoal
Fonte: REVISTA FÓRUM

Comitês pelas Diretas Já nas Universidades

Resultado de imagem para imagens pelas diretas ja uee sp

Com as recentes denúncias do presidente Michel Temer, o governo que tinha apenas 4% de aprovação, sem qualquer apoio popular, tornou a sua continuidade insustentável.

Além disso, suas propostas de Reformas Trabalhista e Previdenciária, que são retiradas de direitos da população, mais os cortes na educação que acabam com programas de acesso à universidade, sucateima as universidades públicas e a pesquisa, mostra que seu projeto de governo é virar às costas ao povo e ao desenvolvimento.

A UEE-SP convoca os estudantes a se mobilizarem por novas eleições diretas, para que o povo possa escolher o novo presidente. Que a saída da crise política seja pelas vias democráticas.

Flavia Oliveira, presidenta da entidade, indica que os Centros Acadêmicos e do Diretório Central de Estudantes podem realizar atividades que difundam a conscientização e ampliem a percepção do atual momento político, e a necessidade das pessoas lutarem por seu direito de votar para um presidente legitimamente eleito.

"Assembleias, debates, aulas públicas, difusão da campanha  Diretas Já pelas redes sociais são ações importantes para ampliar esse movimento."

Um abaixo assinado está rodando as universidades também:

Acesse aqui o formulário para o abaixo assinado por #Diretas Já
Confira nota oficial da UEE-SP sobre a campanha #DiretasJá

Os estudantes querem eleger e decidir os rumos do País! Diretas Já!
Contra a Reforma da Previdência e Trabalhista em defesa da Educação.

Na semana passada, vieram a público informações, comprovadas através de gravações que o ilegítimo presidente Michel Temer estaria envolvido em um grande esquema de corrupção, novamente citando seu grande aliado Eduardo Cunha. Diante disso, o governo que já não tinha nenhum apoio popular encontra-se agora num cenário de aumento da instabilidade política, mostrando-se cada vez mais insustentável.

O envolvimento de Michel Temer em escândalos de corrupção não começou agora com a delação de Joesley Batista, porém esse episódio foi a gota d'água para todos os setores da população que, agora, reivindicam em uníssono: Fora Temer!

Não tendo nenhum compromisso com a população, Temer recusa-se a renunciar, naturalmente vira as costas ao povo e às ruas, e segue no poder central da república em nome da aprovação das reformas (previdência e trabalhista) entre outras medidas que não beneficiam o povo brasileiro, mas sim os grandes empresários, aplicando uma agenda de profunda retirada de direitos.

Este cenário é terrível para os estudantes, já que a persistência de Temer no poder significa a continuidade de ataques, sobretudo contra e educação. Cortes no Prouni, Reuni, Fies, Ciências Sem Fronteiras; Universidades Públicas cada vez mais sucateadas e prestes a fecharem suas portas; somadas à indicação de Mendonça Filho (DEM) para o Ministério da Educação, por exemplo, representam um projeto conservador que coloca a juventude brasileira como inimiga.

Nesse sentido, a UEE-SP (União Estadual dos Estudantes de São Paulo), vem a público por meio desta nota, afirmar o entendimento de que a superação da crise política brasileira só se dará com a saída de Temer do poder e a realização de Novas Eleições, em que a sociedade brasileira decidirá os rumos de nosso País de maneira democrática.
Repudiamos radicalmente a escolha do mais alto cargo da República pelo Congresso Nacional, ou seja, que as eleições ocorram de forma indireta. Uma decisão como essas, tão relevante, não deve ser tomada das paredes para dentro dos prédios dos poderes, mas, sim, democraticamente pelo povo.

Queremos, aqui também, incentivar os estudantes para que constituam em suas universidades "Comitês pelas Diretas Já", de modo a ampliar e forjar grandes lutas em defesa da democracia, contra as reformas da previdência e trabalhista pela luta por novas eleições.

#FORATEMER
#ContraAsReformas
#OcupeBrasília
#DiretasJá

EDUCAÇÃO: 17 pessoas negras da História que você não viu na escola

CATRACA LIVRE
Na escola, provavelmente, você não ouviu falar sobre os guerreiros e guerreiras ou líderes quilombolas que desenharam a História do Brasil. Ao contrário da ênfase na trajetória dos imperadores Dom Pedro I e II, por exemplo, pouco se estuda dentro da sala de aula a influência negra de nosso país além da escravidão.
Pensando nisso, a plataforma educacional gratuita Quizlet convidou Stephanie Ribeiro, estudante de Arquitetura da PUC de Campinas (SP) e ativista feminista negra, para elaborar uma lista com 17 pessoas importantes da cultura negra do Brasil. No site interativo é possível aprender sobre cada uma delas de forma dinâmica.
“Quem é quem na história negra do Brasil” te leva a descobrir o quanto você conhece sobre as personalidades negras brasileiras. Clique aqui para acessar a plataforma e jogar. O conteúdo também traz os marcos da história negra (confira aqui). Abaixo, veja alguns dos nomes reunidos:
Abdias Nascimento
Créditos: Reprodução/Quizlet
Abdias Nascimento
Foi um poeta, ator, escritor, dramaturgo, artista plástico, professor universitário, político e ativista dos direitos civis e humanos das populações negras.
Antonieta de Barros
Créditos: Reprodução/Quizlet
Antonieta de Barros
Pioneira no combate a discriminação dos negros e das mulheres, foi a primeira deputada estadual negra do país. Atuou como professora, jornalista e escritora.
José do Patrocínio
Créditos: Reprodução/Quizlet
José do Patrocínio
Foi um farmacêutico, jornalista, escritor, orador e ativista político brasileiro. Destacou-se como uma das figuras mais importantes dos movimentos Abolicionista e Republicano no país.
Carolina Maria de Jesus
Créditos: Reprodução/Quizlet
Carolina Maria de Jesus
Considerada uma das primeiras e mais importantes escritoras negras do Brasil.
Lima Barreto
Créditos: Reprodução/Quizlet
Lima Barreto
Foi um jornalista e escritor que publicou romances, sátiras, contos, crônicas e uma vasta obra em periódicos, principalmente em revistas populares ilustradas e periódicos anarquistas do início do século XX.
Lélia Gonzalez
Créditos: Reprodução/Quizlet
Lélia Gonzalez
Intelectual, política, professora e antropóloga brasileira.
Luisa Mahin
Créditos: Reprodução/Quizlet
Luisa Mahin
Uma ex-escrava africana, radicada no Brasil, mãe do abolicionista Luís Gama.
Luís Gama
Créditos: Reprodução/Quizlet
Luís Gama
Foi um rábula, orador, jornalista e escritor brasileiro.
Tereza de Benguela
Créditos: Reprodução/Quizlet
Tereza de Benguela
Foi uma líder quilombola que viveu no atual estado de Mato Grosso, durante o século XVIII. Foi esposa de José Piolho, que chefiava o Quilombo do Piolho (ou do Quariterê). Com a morte do marido Teresa se tornou a rainha do quilombo.
Zumbi dos Palmares
Créditos: Reprodução/Quizlet
Zumbi dos Palmares
Foi o último dos líderes do Quilombo dos Palmares, o maior dos quilombos do período colonial.
Fonte: Catraca Livre